A teleconsulta é uma modalidade de atendimento à saúde por meio virtual, ou seja, é realizada a distância e remotamente. O profissional requisitado para o atendimento, seja enfermeiro, médico, nutricionista, entre outros, encontra-se com o paciente não em um ambiente físico, mas sim, em um ambiente digital.

A teleconsulta já existia há um tempo, porém, foi durante o surgimento da pandemia da COVID-19 que alcançou maior destaque. Vários pacientes, durante o período de maior isolamento, puderam se consultar com diversos profissionais de saúde, de acordo com a demanda necessitada, através dos celulares, tablets e computadores. Esse fato contribuiu para uma menor aglomeração nas unidades de saúde e ao lado disso, protegeu os pacientes e os profissionais de uma possível contaminação cruzada. É interessante destacar também, que a teleconsulta facilitou o atendimento do paciente, já que o mesmo não precisou se deslocar de sua casa até o hospital, por exemplo, tendo um atendimento rápido e fácil.

Neste contexto, o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) aprovou em março de 2020 a resolução 634/2020 que dispõe sobre as consultas de Enfermagem a distância e esclarece que esta modalidade de atendimento é uma forma de garantir a capacidade de assistência e preservação dos pacientes e profissionais do novo Coronavírus. Outro avanço regulatório é a Resolução Cofen 689/2022, que inclui protocolos de prescrição à distância aos profissionais de Enfermagem.

Alguns estudos realizados com Enfermeiros que adotaram a modalidade remota durante os atendimentos, ressaltaram que a teleconsulta foi capaz de manter a continuidade da assistência, o amparo no período de maiores dúvidas, anseios e medo no enfrentamento à pandemia, levando a uma maior aproximação e abertura para a adesão efetiva às orientações com o uso de empatia e de linguagem simplificada nas abordagens, bem como a redução de gastos com transporte até a unidade/serviço de saúde.

Todavia, é notório que com a teleconsulta não é possível para o atendimento de toda a assistência requisitada, há procedimentos de enfermagem, cuidados específicos e tratamentos que não são efetivos à distância. Contudo, a teleconsulta pode ser aplicada no dia a dia dos enfermeiros, como uma ferramenta complementar ao atendimento de saúde, auxiliando aqueles pacientes que moram em locais mais distantes ou até mesmo que não possuem mobilidade ou transporte disponível e auxiliando na orientação de cuidadores e familiares, sendo uma alternativa viável para a promoção e recuperação à saúde.

Autora: Larissa Lílian Oliveira, acadêmica de enfermagem do 9º período da FKBH.

Revisão: Profa. Ms. Débora Cristine Gomes Pinto, mestre em Ciências da Saúde, coordenadora e docente do curso de Bacharelado em Enfermagem da FKBH.

                Prof. Dr. Luis Antônio Batista Tonaco, docente e membro do Núcleo Docente Estruturante do curso de Bacharelado em Enfermagem da FKBH.

Leia mais
Carregar mais Artigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

5 Ferramentas gratuitas do Google que melhoram a produtividade da sua empresa.

Para quem não sabe, o Google vai muito além de ser o “gigante das buscas” na internet. Ele…